Metodologia Treini

A Metodologia Treini ® foi desenvolvida levando em consideração o ambiente terapêutico, exoesqueleto flexível baseado em tensegridade, exoesqueleto baseado nos trilhos miofasciais e padrões geométricos gerais, aplicativo e a elaboração de um programa de treinamento físico e funcional, específicos para cada criança ou adulto que apresenta sequela de lesão no sistema nervoso central.

O tratamento é realizado em um período de 36 meses ou a crítério do Fisioterapeuta / Médico (se o tempo for superior a 36 meses, solicitar o pedido de continuidade para o Médico ou Fisioterapeuta), 5 x por semana, com duração diária de 4 horas. A utilização de um aplicativo pela família e equipe de reabilitação facilita a realização de exercícios e atividades diárias que devem ser feitas fora da clínica ou instituição de reabilitação pelos responsáveis ou cuidadores.

A Metodologia Treini ® é dividida em 3 Métodos:

Método Treini 0.7®: Avalição, testes, acompanhamento em bebês com características atípicas de desenvolvimento neuropsicomotor a partir de 96 horas de vida e intervenção terapêutica após 4 meses até 12 meses de vida.

Método Treini 7®: Avaliação, testes, intervenção terapêutica a partir de 13 meses de vida até 18 anos de idade em crianças e adolescentes com desenvolvimento atípico.

Método Treini 3.2: Avaliação, testes, intervenções terapêuticas a partir de 19 anos de vida em adultos que apresentam disfunções posturais e de movimento relacionadas a disfunção no sistema nervoso central.

Objetivos da Metodologia Treini ®

A) Contribuir para o aumento da independência e autonomia durante a realização das atividades de vida diária, atividades de trabalho e produtiva e atividades de lazer e recreação;

B) Evitar a ociosidade promovendo a ocupação ativa e produtiva;

C) Facilitar a participação e acesso através da inclusão familiar e social;

D) Contribuir para o exercício da cidadania;

E) Melhorar a qualidade de vida através do treinamento intensivo global.

Indicações da Metodologia Treini ®

Encefalopatia crônica da infância não progressiva (PC)

Atetose

Ataxia

Sequelas de AVC e traumatismo craniano

Sequelas de traumatismo raqui-medular

Espectro Autista (Exoesqueletos flexíveis e aplicativo – rotina diária)

Síndrome de Down e outras síndromes

Mutações genéticas

E outras disfunções neurológicas que causam déficits na manutenção de posturas adequadas e movimentos eficazes.

Quadro bacteriano e viral

Lesões na pele (úlceras de decúbito)

Atividades convulsivas descontroladas

Sub-luxação de quadril acima de 50%

Osteoporose

Instabilidade cardiovascular

Pressão arterial elevada

Diabete descompensada

Distrofia muscular

Disfunções vasculares

Esclerose Múltipla e ELA

Contraturas musculares que impossibilitam o treinamento

Obs: Recomenda-se que seja feito exame de raios x de quadril e coluna vertebral. Crianças e adultos com doenças associadas devem ser monitorados e reavaliados com critério. Orienta-se que nos casos de instabilidade clínica o treinamento seja feito com atestado médico e exames complementares.

O treinamento direto é realizado de segunda a sexta-feira e tem tempo médio de 04 (quatro) horas diárias, a intervenção indireta realizada pelo aplicativo Treini mais ® é realizada em casa pela família ou responsável pela criança/adolescente/adulto durante 21 minutos diários.  O prazo para a intervenção terapêutica é de 03 anos (ou a critério do Fisioterapeuta / Médico). Durante esse período de tratamento, a orientação é que sejam realizados períodos de descanso, dieta equilibrada com acompanhamento de nutricionista, exames de urina e sangue com foco também da dosagem hormonal. 

  • Fisioterapeuta
  • Médico:
  • Neuropediatra
  • Neurologista
  • Fisiatra
  • Ortopedista
  • Cardiologista
  • Pneumologista
  • Clínica Geral 
  • Terapeuta Ocupacional
  • Fonoaudiólogo
  • Psicopedagogo
  • Neuropedagogo
  • Nutricionista
  • Educador Físico
  • Enfermeiro
  • Psicólogo
  • Musicoterapeuta

Avaliação realizada na Metodologia Treini ®

a) Avaliação própria

– Anamnese

– Atividade

– Tarefas

– Ambiente terapêutico

– Fluxo de rotina – 24 horas

– Estrutura:

Mobilidade

Estabilidade

Mobilidade sobre estabilidade

Destreza

b) Exames complementares

c) Questionários, avaliações e testes padronizados

​d) Classificação utilizada para aplicação da metodologia Treini ®

Criança e adolescente: GMFCS

MIF: Adultos

Outras (verificar no aplicativo Treini mais ®)

e) Definição de metas funcionais

– COPM

Atividade 01

Atividade 02

Atividade 03

f) Monitoramento

– Treini mais ®

– Fotos e vídeos curtos

g) Reavaliações trimestrais

GM

GMFM e/ou PEDI

MIF

Testes padronizados

Fotos e vídeos curtos

h) Plano de treinamento

Definição do volume de treinamento e períodos de descanso – aplicativo Treini mais ®

Micro ciclo (dias)

Meso ciclo (semanas)

Macro ciclo (ano)

Stúdio Treini ® é um ambiente terapêutico que tem por objetivo auxiliar no processo de habilitação/reabilitação de crianças – adolescentes e adultos que apresentam disfunções na postura e movimento humano. Nas franquias esse espaço é constituído de vãos livres, sem salas fechadas, apenas espaços de trabalho. A única exceção é a sala de avaliação. Em clínicas homologadas o ambiente terapêutico é constituído de salas separadas.

Por ser um ambiente lúdico, enriquecido e diversificado, o Stúdio Treini ® promove a interação entre as pessoas atendidas, respeitando a necessidades e individualidades de cada uma, além de conter uma série de produtos que contribuem para o desenvolvimento físico, cognitivo e funcional.

Criar e proporcionar instabilidade controlada ® no ambiente, na atividade e na estrutura só ajuda a obter avanços na melhora da qualidade de vida das pessoas com deficiência e como consequência aumento da independência e autonomia.

O Stúdio Treini ® contém protocolos de variação ambiental e estações de treinamento

a) Para melhora de habilidades motoras:

– Treinamento direcionado ao objetivo (COPM) – Prática centrada na família

Ketelaar M. 2001, Lowing K. 2009, Novak I. 2009, Sakzewski L. 2011, Wallen M. 2001

– Terapia de contenção de movimento induzido (CIMT)  (estruturada)

Nível menos complexo até o nível mais complexo de atividades – Repetição

Boyd RN, Hays RM. 2001; Huang et al. 2009; Nascimento L, Glória A. 2009.

– Treino de atividades bi-manuais (estruturada)

Nível menos complexo até o nível mais complexo de atividades – Repetição

Gordon et al., 2007; 2014, Brandao et al., 2014

– Treino de atividades bi-manuais e MMII (estruturada)

Nível menos complexo até o nível mais complexo de atividades – Repetição

Gordon AM. 2001; Sakzemski L. 2009; Sakzemski L. 2001.

– Programa domiciliar (estruturado)

Nível menos complexo até o nível mais complexo de atividades – Repetição

Novak I. 2009; Novak I. 2006.

b) Para melhora de funcional e auto cuidado

– Treinamento direcionado ao objetivo

Novak I. 2009; Wallen M, 2001

– Programa domiciliar (estruturado)

Nível menos completo até o nível mais complexo de atividade – Repetição

Novak I. 2009; Novak I. 2006.

– Aprendizado de habilidades motoras

– Enriquecimento ambiental

– Repetição

– Estruturação

– Intensidade

– Especificidade

– Funcional

– Voluntário

Conheça os programas desenvolvidos na Metodologia Treini